Eliseu_Visconti_-_Autorretrato_-_1902O Brasil tem inúmeros artistas e bastante profícuos em quantidade e qualidade. De áreas tão distintas como pintura, dança, cinema, música, literatura, escultura e muito mais. Alguns deles destacaram-se em diferentes campos da arte, mostrando extrema versatilidade e vingando em áreas distintas, como Eliseu Visconti, Lasar Segall, Vinicius de Moraes, Sérgio Rodrigues, etc.

De difícil enumeração, e nunca ousando utilizar termos como os “principais” ou os mais “conhecidos”, temos nomes incontornáveis. Entre tantos outros, recordamos:

  • Pintura: Oswaldo Goeldi, Tarsila do Amaral, Carlos Oswald, Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Alfredo Volpi, Anita Malfatti, Romero Britto, Heitor dos Prazeres, Paula Mastroberti;
  • Design: Eliseu Visconti, Carlos Motta, Marcelo Rosenbaum, Sérgio Rodrigues, Zanine;
  • Escultura: Lasar Segall, Victor Brecheret, Alfredo Ceschiatti, Amílcar de Castro, Vasco Prado, e também Maurino de Araújo;
  • Arquitetura: Oscar Niemeyer, Paulo da Rocha, Lúcio Costa, Affonso Reidy, Lina Bo Bardi;
  • Música: Vinicius de Moraes, Roberto Carlos, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tim Maia, Chico Buarque, Tom Jobim, Rita Lee, Marisa Monte, Maria Bethânia, Luiz Gonzaga, João Gilberto;
  • Cinema: Eduardo Coutinho, Cacá Diegues, Walter Salles, Fernando Meirelles, José Padilha, Glauber Rocha;
  • Fotografia: Hércules Florence, Thomas Farkas, Sebastião Salgado, Chico Albuquerque, André Liohn;
  • Literatura e Poesia: Machado de Assis, Augusto dos Anjos, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Clarice Lispector, Paulo Coelho, Cecília Meireles, Olavo Bilac, Manuel Bandeira;
  • … Entre outras formas de arte e entre outros protagonistas.

Estiveram envolvidos na “sua” arte, criaram, reinventaram, descobriram e independentemente dos movimentos aos quais foram rotulados, conseguiram sempre unir o passado ao futuro, ligar a arte Brasileira à arte além-fronteiras rompendo com inovação.

A enumeração não só é difícil, mas mesmo impossível, no fundo só exemplos podem ser dados, de entre os diversos nomes que nos recordamos, não podemos deixar de injustiçar muitos dos que aqui não estão presentes, mas que sem dúvida merecem o epíteto de “Grandes Artistas Brasileiros”.